Nûby Dreambaby Adoleta Bebê

Digite abaixo e pressione Enter:

Gravidez depois dos 40

Com a vida corrida e as mudanças que aconteceram na sociedade nas últimas décadas, muitas mulheres optam por engravidar mais tarde, depois dos 40 anos. Claro que, há casos em que a gravidez acontece nesta idade após várias tentativas, até finalmente ser realizado esse sonho. Mas, independente da situação, o que é importantte falar sobre a gravidez depois dos 40, é sobre os cuidados que a gestante precisa ter para garantir sua saúde e do feto.

 

Os riscos

Os avanços da medicina são inúmeros e permitiram que mulheres garantam ao máximo uma gravidez feliz e saudável. Mas, apesar disso, não isenta dos perigos que engravidar depois dos 40 traz para a saúde. A gravidez pode ser de risco, principalmente por questões biológicas. Está associada ao aumento na incidência de diabete gestacional, hipertensão específica da gravidez, abortos, prematuridade e distocia funcional (quando o trabalho de parto não evolui na velocidade esperada).

 

Além disso, é mais difícil engravidar naturalmente depois dos 40. As mulheres nascem com uma produção limitada de óvulos de cerca de 300.000. Como o avançar da idade essa produção diminui e vai se esgotando. Então, ao chegar aos 40 anos, a produção de óvulos está bem mais escassa, diminuindo as chances.

Os cuidados necessários

Os cuidados de uma gravidez tardia são redobrados em comparação a uma gestação que acontece aos 20 e poucos anos. Claro que a gravidez pode acontecer no susto. Mas se está planejando engravidar, antes de mais nada, procure um médico. Ele fará uma série de exames para saber como está a sua saúde e se existe a propensão a algum risco.

 

O pré-natal também tem cuidados especiais. Por causa das possíveis complicações devido a idade da mãe, o acompanhamento é bem mais intenso, as consultas são mais constantes, assim com exames mais específicos.

 

Mas tem vantagens, sim!

Calma, que nem tudo se resume a riscos e preocupações. A gravidez depois dos 40 traz alguns benefícios. :)

Em primeiro lugar a maturidade. Sim, ser mãe é um furacão de emoções e uma experiência surpresa a cada segundo. Mas a maturidade da mulher pode ajudar na maternidade, uma maturidade que aos 20 e poucos a mulher ainda não possui.

 

Um estudo realizado pela Universidade do Sul da Califórnia mostrou que mulheres que engravidam depois dos 35 tem um melhor nível de saúde mental. Além disso, há a questão da menopausa. Muitas pesquisas já demonstraram que, com a chegada da menopausa, há um declínio da capacidade intelectual e da memória da mulher. Com a gestação, aumenta os níveis de estrógeno e da progesterona, hormônios que ajudam a reverter esse declínio.

 

Mas é preciso chamar a atenção para o fato de que, apesar o aumento hormonal ajudar, não é somente ele que faz com que o organismo da mulher se prepare com mais saúde todos os meses de gravidez. A genética, alimentação saudável, prática de exercícios são alguns pontos que colaboram para isso.

 

Fonte: Drauzio Varella, Bebê Abril, Revista Crescer

Voltar
Conheça nossas marcas:
Nûby
dreambaby
Adoleta
QUER SABER DAS NOVIDADES ANTES DE TODO MUNDO?
INFORME SEU E-MAIL AQUI ;)